Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale sobre a "Canicultura".

241 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Prezada, Boa Tarde. A criação de cães data do tempo em que o homem deixou de ser nômade, tornando-se sedentário e dedicando-se à agricultura e ao pastoreio.

As evidências arqueológicas sugerem que os cães foram domesticados por volta de 10.000 aC. Provas arqueológicas foram encontradas na Dinamarca e na Alemanha. Uma das descobertas mais marcantes deste período estava em Israel, onde um jovem filhote foi encontrado em uma vala ao longo do corpo do seu proprietário. A manutenção de cães como animais de estimação parece ter se desenvolvido rapidamente no mundo inteiro. Os cães eram encontrados na América do Norte cerca de 5000 aC, tendo sido introduzidos pelos primeiros colonizadores da Ásia.

Primeiramente, os cães domésticos parecem ter sido bastante iguais na aparência e não tinham os traços exagerados, associados com as várias raças contemporâneas. Quando as civilizações foram se desenvolvendo, os cães começaram a evoluir para desempenhar funções nas comunidades. Alguns foram usados para trabalhar com animais, enquanto outros serviram como guardas. Foi então que a criação seletiva de cães começou desenvolver um tipo particular físico, considerado ideal para cada raça em questão, uma tendência recente. Tudo começou há aproximadamente 150 anos. Hoje existem pelo menos 300 raças diferentes no mundo inteiro, alguns são mantidos para fins específicos e permanecem localizadas em sua distribuição. Como a evolução do cão avançou, algumas raças como o Cão Ban desapareceram e novas raças com certeza aparecerão.

Todas as raças de hoje são descendentes do lobo, que anteriormente tinha uma distribuição muito mais ampla do que hoje. Estudos têm revelado uma grande semelhança entre a estrutura do esqueleto dos lobos menores e dos cães domesticados atualmente. Comparativas detalhadas de estudos comportamentais mostraram uma correlação muito estreita entre estes dois grupos de canídeos. As diferenças ocorrem apenas nas rotinas de caça, em que os cães domésticos normalmente não são envolvidos.

Alguns sugerem que os cães poderiam ser descendente do Chacal. Estes são os Chacais catadores que conhecemos de documentários e reportagens americanas. Estes animais muitas vezes vivem próximos aos assentamentos humanos e são relativamente pequenos em tamanho. Também foi proposto que canídeos selvagens agora extintos, podem ter sido os antepassados diretos dos cães domésticos. Não há nenhuma evidência firme disponível para apoiar este ponto de vista, e agora parece certo que as raças menores de lobos deram origem à grande diversidade de cães domésticos que são vistas hoje. Características comportamentais e traços instintivos, típicos de nossos cães domésticos, podem ser rastreados para embalar a hierarquia dos lobos.

Pesquisas de universidades apontam que os cães domésticos podem ter evoluído a partir de quatro unidades básicas de lobos que viviam em diferentes partes do mundo. O lobo norte- americano é considerado o ancestral dos cães Eskimos, Husks, Malamutes de hoje, e estes cães ainda parecem muito com os lobos norte-americanos. O lobo chinês é considerado o ancestral do ChowChow, Toy Spaniels e a raça pequinês. O lobo indiano foi provavelmente o ancestral de um grande grupo que inclui galgos e Salukis e o lobo europeu deu provável origem a Pastores, Terriers e raças afins.

No passado, muitos cães podem ter sido similares na aparência geral, mas eles não foram classificados em raças específicas. A mudança mais significativa a este respeito ocorreu muito recentemente na história canina.

Sabe-se que o cão se tornou moda no final do século 19, surgiu a necessidade de estabelecer critérios específicos, os quais os cães poderiam de forma individual, serem comparados e julgados. Entusiastas da Grã-Bretanha se uniram em 1873 para formar o que ficou conhecido como o Kennel Club. Isto levou diretamente para a criação de livros genealógicos e normas estabelecidas para determinadas raças dos cães. Estabeleceram ainda regras básicas para as mostras. Organizações similares foram surgindo em outros países: o American Kennel Club foi formado em 1884 e é homólogo canadiano, em 1888.

Hoje em dia, algumas raças, como o Pastor Alemão, tornaram-se populares em todo o mundo. Outros, no entanto, como o Coonhound americano, permanecem muito mais localizados, talvez até mesmo restrito a uma região específica de um único país.

Apesar de muitas raças serem especificamente funcionais como animais de companhia, independentemente das suas origens, a maioria foi usado pela primeira vez para realizar tarefas específicas, tais como pastoreio, caça e guarda. Seu temperamento, compleição física e comportamento têm desenvolvido em conformidade.

No American Kennel Club, o grupo Sporting, são os cães que foram criados para trabalhar em estreita colaboração com as pessoas. Elas são caracterizadas pela sua natureza sensível e de alta inteligência. A categoria inclui Spaniels, Setters, Retrievers, e Ponteiros.

Os cães de trabalho são os cães que foram treinados para uma grande variedade de tarefas específicas, incluindo puxar trenós de neve e gelo. Em muitos países, elas são empregadas para proteger a propriedade e animais e pecuária e em outros eles são pouco mais que isso, têm sido tradicionalmente utilizados para fornecer alimentos e peles (algumas regiões da China).

Cães de pastoreio, consistem de cães que têm sido empregados para controlar o movimento do gado durante séculos. Eles são mais comumente usados para pastorear ovelhas e gado, mas também foram treinados para controlar, veados e até galinhas. Um cão pastor bom possui um olhar que corrige as ovelhas, persuadindo-as a se mover com o mínimo de perturbação, são ágeis e conseguem impor sua vontade sobre o rebanho. O desenvolvimento de cães de pastoreio tendeu a se espalhar por todo mundo, o que reflete na diversidade de raças, hoje. Eles são ativos, cães inteligentes, como Border Collies e Australian Catle dog, conhecido como Blue ou Red Hiller.

Hounds são possivelmente a categoria mais antiga de cães, que foram criados para o jogo e para caça. Ele inclui o mais rápido membro da família dos cães: os cães de vista (caçam através da visão), elegante como o Greyhound que corre rápido em competições existentes até os dias atuais. Mas outros cães, como o Bloodhound, foram criados para a resistência, e na maior parte destas raças de pêlo curto trilha sua presa pelo olfato. São utilizados hoje como excelentes cães farejadores e utilizados até mesmo pela polícia mundial.

Terriers contém os cães que foram desenvolvidos principalmente na Grã-Bretanha nos últimos 100 anos. Estes cães são pequenos, mas espertos. Eles são caçadores natos de roedores, e seu pequeno tamanho lhes permite entrar em tocas atrás até mesmo de animais maiores como raposas. Eles são companheiros amigáveis e gostam de explorar seus arredores.

Ensejando ter colaborado..

Gilmar
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo