Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Gente, qual é a real história do Hachiko, quando ocorreu e o que acha do feito?

218 visualizações

Respostas


ERA UM CÃO AKITA, NASCIDO EM UMA FAZENDA PERTO DE UMA CIDADE COM NOME DE ODATE, LEMBRADO POR SUA LEALDADE AO SEU DONO, MESMO MUITOS ANOS APOS A MORTE DE SEU PRIMEIRO PROPRIETARIO.
Melhor resposta

Olá novamente Gilmar!!!

Pelo que sei a história é a seguinte: Como disse a Maria, Hachiko era um cão Akita que tinha por dono um professor chamado Eisaburo Ueno. Eisaburo Ueno pegava o trem para se locomover ao seu trabalho e Hachiko sempre o acompanhava até a estação para embarcar. Quando Eisaburo Ueno desembarcava de volta, Hachiko sempre estava esperando ele também... no entanto, um dia, o professor sofreu um AVC e faleceu... nesta época Hachiko tinha menos de 2 anos.
Alguns relatos contam que na hora do velório do professor, Hachiko quebrou as portas de vidro da casa e ficou ao lado do caixão onde estava Eisaburo Ueno o tempo todo e resistia se quisessem tirá-lo dalí!
Depois desta morte, a esposa do professor deu Hachiko a algumas pessoas, mas ele sempre fugia e retornava para sua casa, na esperança de encontrar Eisaburo Ueno... percebendo que não mais o encontrava, passou todos os dias a esperar pelo dono falecido na mesma estação ao qual Eisaburo Ueno embarcava para ir ao trabalho... Hachiko ficou conhecido por este fato e um ex aluno do professor Eisaburo Ueno escreveu sobre a lealdade dele, estampando os principais jornais do país. Até uma estátua de bronze foi esculpida em frente ao portão da bilheteria da estação de trem.
Na madrugada de 8 de março de 1935, com idade de 11 anos e 4 meses, ele deu seu último suspiro no mesmo lugar onde por anos a fio esperou pacientemente por seu dono. A duração total de seu tempo de espera foi de nove anos e dez meses. A morte de Hachiko estampou as primeiras páginas dos principais jornais japoneses, e muitas pessoas ficaram inconsoláveis com a notícia. Um dia de luto foi declarado. E seus ossos foram enterrados na sepultura do seu amado professor Eisaburo Ueno...

Espero ter contribuído!

Só uma coisa que esqueci de responder.. rsrs... o que eu acho do feito? Bem, é um típico exemplo da lealdade que falta a muitos seres humanos... deveríamos aprender com exemplos como o de Hachiko... Linda história... emociona!
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo