Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta em aberto

Placa de “Cuidado! Cachorro bravo” tira sua culpa caso o cão machuque alguém em sua propriedade?

1876 visualizações

Respostas


Creio que não Silvana... Eu sinceramente tentei encontrar a resposta exata para saber quais os rigores da lei para o caso de um cão atacar um bandido e matá-lo ou mesmo ferir... Sei que se a pessoa for de casa ou que não seja um invasor e o ferimento for muito grave certamente haverá uma denúncia, até mesmo por parte do ferido quando levado aos cuidados médicos e as autoridades poderá exigir que o cão seja levado para o centro de Zoonoses e sacrificado... No caso de invasão caberá um processo e julgamento e conforme é a lei em nosso País é capaz de você ter que indenizar o bandido... Pela lógica eu pensaria que cães são utilizados como guardiões e se uma pessoa invadiu seu território, que no caso sendo a casa da família ou uma propriedade empresarial e o cão ferir esta pessoa, ele estaria cumprindo sua obrigação e não deveria ser penalizado bem como seus proprietários ainda mais se tomaram o cuidado de colocar placas sinalizando que ali existe um cão bravo mas desde que se tome outras precauções também de forma que o cão não possa fugir dos muros ou cercas e possa alcançar uma pessoa por fora da propriedade, como um carteiro ou leitor de energia e água por que aí sim mesmo com aviso de cão bravo é errado pois é nosso dever prevenir que o nosso cão cause danos à sociedade...
Esta é minha opinião pessoal, espero ter contribuído de alguma forma rs

Prezadas, concordo, BASTANTE, com a sapiência da Renata, entendo que a frase é utilizada muito mais com fundo intimidatório, do que preventivo e não serve como subterfúgio, se pretendemos ter um Amigo Fiel, como Anjo da Guarda em nossa propriedade, devemos fazer, também, protegê-lo e dar-lhe o treinamento correto e assertivo para que bem desempenhe a missão que lhe confiamos, senão, vejamos, quando precisamos de um guarda particular, não contratamos o serviço de uma pessoa devidamente treinada para isso, com nosso "Anjo da Guarda", não pode ser diferente. Tive a sorte e a oportunidade de conviver com um Belga Tervurein (o Duque - de saudosa memória), como Ele trazia com Ele essa missão de nos cuidar, demos a Ele as condições para que bem desempenhasse a mesma, através de treinamento e capacitação apropriados, o que o tornou apto para nos cuidar, sem, no entanto, expô-lo e nem expor a quem quer que fosse, desnecessariamente. É o que penso.

Fraternalmente,


Gilmar
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo