Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Quais os cuidados pós-operatórios que se deve ter com uma cadela que foi castrada?

2135 visualizações

Respostas


Olha Keila, isso pode variar um pouco de acordo com as necessidades das cadelinhas, normalmente o veterinário faz algumas recomendações, a mim quando castrei as minhas cachorrinhas foram: dar os medicamentos, normalmente eles prescrevem antibióticos e algum spray para os pontos, fazer a limpeza delicadamente dos pontos e aplicar o medicamento algumas vezes ao dia, comigo ele recomendou 3x ao dia limpar e passar iodo, uma das cadelinhas precisou tomar anti-inflamatórios e analgésicos também. Os movimentos também tinham que ser monitorados, usar colar elizabetano ou roupa pós operatória optei pelo colar pois a roupa cirúrgica não foi suficiente para impedir o acesso aos pontos, também foi necessário reduzir o espaço, para elas não fazerem muito esforço, tipo pular e correr... Com as minhas cachorrinhas, elas se comportaram muito bem, comeram direitinho sem problemas, bebiam água, evacuaram e urinavam normalmente, mas algumas pessoas que conheço tiveram problemas com alimentação e com a evacuação das cadelas, ficaram obstipadas e tinham dificuldade para urinar tbm, outras ficaram com a bexiga solta e faziam gotinhas de xixi todo o tempo... Mas acredito que seja por conta das dores causadas pela cirurgia. Como as minhas sofreram poucas dores ficaram boas em uma semana! rs... Bom lembrar que é ruim ver nossos animaizinhos passando por uma cirurgia, sentir dores, ficar com pontinhos e cicatrizes, mas é uma prevenção tão eficiente para evitar problemas futuros, sem falar na tranquilidade em caso de algum vira-latas invadir o quintal e na higiene...
Melhor resposta

Prezadas, com certeza já deva haver um veterinário acompanhando o caso, todavia, abaixo algumas dicas que possam ser úteis:

Avaliação pré-cirúrgica da castração
A avaliação pré-cirúrgica pode incluir um exame físico para garantir que o cachorro está bem o suficiente para fazer a cirurgia. Os exames checam uma série de doenças, como infecção, anemia, açúcar baixo, coagulação inadequada, doenças nos rins e fígado.

Se o seu cachorro já possui alguma doença, como uma doença no coração, o seu veterinário pode recomendar mais exames para determinar se há alguma precaução a mais ou se a cirurgia pode ser feita. A avaliação pode ser feita no dia da cirurgia, porém se não há urgência, alguns veterinários fazem os testes alguns dias antes.



Dia da cirurgia
Para reduzir o risco de vômito durante a cirurgia, geralmente é recomendado que o pet vá de estômago vazio antes de passar pela anestesia. Seu veterinário provavelmente pedirá que remova a comida e água na noite anterior. Se acontecer de o seu cachorro comer ou beber algo no dia da cirurgia, avise ao seu veterinário, já que o reagendamento da cirurgia pode ser recomendado. Se o seu pet precisa de insulina ou qualquer outro medicamento, pergunte ao veterinário o que fazer no dia da cirurgia. Você pode ser aconselhada a diminuir a dosagem ou segurá-la por um dia.

Antes da cirurgia começar, seu pet irá receber uma anestesia. Ela mantem seu cachorro parado, dormindo, e completamente sem dor durante a operação. Há muitos tipos de anestesia; seu veterinário vai escolher qual é a melhor para o seu cachorro. Alguns tipos são através de injeção e outros são em forma de gás. Durante a anestesia, um pequeno tubo de plástico é inserido no canal respiratório do paciente para auxiliá-lo a respirar. O tubo é conectado à máquina de gás de anestesia com o intuito de dar um fluxo constante de gas anestésico e oxigênio. Durante esse tempo, o time veterinário poderá conectar equipamentos de monitoramento para acompanhar o ritmo cardíaco, respiração e o uso do oxigênio durante a anestesia.

Uma vez que o seu pet está dormindo, o local da cirurgia é raspado e limpo com uma solução germicida. A área é então drapeada com material estéril que ajuda a manter a área limpa. O veterinário e assistente se preparam para a cirurgia lavando repetidamente as mãos com sabão germicida, e então colocando roupas estéreis, máscaras e luvas. Manter o ambiente estéril ajuda a prevenir contra infecções.

Na castração da fêmea, uma incisão é feita no abdômen para retirar os ovários e o útero. Também é possível remover apenas os ovários, procedimento que pode acontecer com cadelas mais novas.

Independente do procedimento usado, todo esforço será feito para manter seu cachorro seguro e saudável. Quando a cirurgia acaba, a área cirúrgica é limpa, e o paciente pode acordar da anestesia. Nesse período, ele será monitorado em uma área de recuperação até que acorde completamente e esteja estável o suficiente para ir para casa. Um medicamento de dor adicional é dado. Alguns hospitais escolhem por manter o pet por mais um dia em observação por precaução.



Pós-operatório

Até a operação mais bem sucedida por ter complicações se o período do pós-operatório não é respeitado e lidado de forma inadequada. Seu veterinário deverá lhe dar instruções para o cuidado nessa fase, porém aqui também temos algumas dicas:

Comida e água: Você pode estar tentado a dar ao seu pet uma refeição grande, mas não o faça! Quantidades menores são recomendados nos primeiros dias.

Pontos: Seu pet pode ter pontos fora da pele, porém alguns veterinários podem escolher deixar os pontos embaixo da pele ou usar cola cirúrgica. Alguns materiais para sutura dissolvem e não precisam de remoção, enquanto outros precisão ser removidos (de 7 a 14 dias). Mesmo que os pontos não estejam aparentes, cheque a incisão para inchaço, sangramento ou machucados e avise seu veterinário caso haja algum evento anormal.

Protegendo a incisão: Seu pet não deve ser permitido lamber ou morder a área da incisão. Isso pode abrir a incisão e causar uma séria infecção. O seu veterinário pode indicar que o cachorro use um colar Elizabethano (cone de plástico) ou uma batinha de pano que é fechada na área da incisão para evitar o contato.

Medicação: Não esqueça de dar a medicação seguindo as instruções do veterinário. Se o seu pet vomitar após receber a medicação, ligue para o seu veterinário.

Restrições de atividade: Correr, pular ou usar as escadas devem ser evitados o máximo possível por aproximadamente 7 a 10 dias depois da cirurgia de castração. Atividades em excesso podem causar dor, sangramento, inchaço e uma série de complicações. Mesmo se o seu pet parece estar completamente recuperado, siga as instruções do veterinário.

Como já comentei acima, o principal é o concurso de um veterinário experiente, de qualquer maneira, espero ter contribuido.

Fraternalmente,

Gilmar

Parabéns a ambos!!!
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo