Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Quais são as melhores atitudes em caso de um ataque de cão?

176 visualizações

Respostas

Melhor resposta

é preciso ter muito cuidado ao tratar os ferimentos provocados por animais. Toda mordida deve ser avaliada por um médico, mas é recomendável tomar algumas providências antes de se dirigir ao hospital. Tente controlar o pânico desencadeado pelo ataque e busque desinfetar o local atingido. "A primeira coisa a se fazer é lavar a ferida com água e sabão", avisa Gonsalez. Cuidados simples como esse podem fazer com que o tratamento posterior obtenha resultados melhores.

Após lavar a ferida, a vítima deve deixá-la aberta e procurar um especialista. É ele quem irá indicar o melhor tratamento - além de realizar suturas e cirurgias caso a mordida tenha arrancado pedaços ou lesado nervos da vítima. Segundo Gonsalez, toda mordida pode gerar um quadro bacteriano. Para contorná-lo, o médico poderá prescrever antibióticos profiláticos.

DE OLHO NO ANIMAL AGRESSOR - Infectologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Gilberto Turcato lembra que o animal agressor não deve ser sacrificado. "O cão ficará em observação por dez dias", diz o médico. Este procedimento é adotado em qualquer situação de risco causada por cão ou gato. Mais grave do que as infecções é a raiva, doença que, caso se instale na vítima, é fatal em 100% dos casos. O tétano também pode levar a óbito se não for tratado rapidamente.

Turcato chama a atenção para as vacinas, que não devem ser dadas somente no animal, mas aplicadas também em todos que desejam se prevenir do tétano. "A primeira dose é na idade pré-escolar e, dali em diante, a pessoa deve fazer um reforço de dez em dez anos para afastar o risco completamente", aconselha o médico.

PROTEJA-SE: (Associação Nacional Norte-Americana dos Carteiros)

- Não corra do cachorro. O instinto do animal dirá para ele correr e capturar a presa. Se o cachorro rosnar, não grite. Evite o contato visual;

- Tente permanecer imóvel até que o cachorro deixe o local. Então saia devagar até que não consiga mais vê-lo;

- Não se aproxime de um cachorro desconhecido, ainda mais se ele estiver confinado;

- Nunca deixe crianças pequenas sozinhas em companhia de cães. Eles podem atacá-las e avançar também em quem tentar se aproximar da criança.

Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo