Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta em aberto

Quem foi o cão Swansea Jack e qual é sua história?

270 visualizações

Respostas


É claro que não estamos falando dos mercados explorados a cada verão pelos clubes ingleses nos Estados Unidos e na Ásia. E sim de um feito histórico. O Swansea será o primeiro clube da história do País de Gales, portanto, de fora da Inglaterra, a disputar a elite do futebol inglês desde que ela ganhou um novo formato em 1992. É um feito e tanto para o time que não disputava a elite desde 1983 e ficou em terceiro lugar na segunda divisão na temporada passada e só conseguiu a vaga após duelos contra os então favoritos Nottingham Forest e Reading. Os dois com passagens pela elite, sendo que o Forest tem tradição e já foi bicampeão europeu. Nada que intimidasse o Swansea, que venceu a equipe por 3 a 1 antes de bater o Reading por 4 a 2 em Wembley.

Fundado em 1912, o “Mar dos Cisnes” (em tradução gaiata, não levem à sério), se filiou à Football League em 1921. Até 1971, o time era conhecido como Swansea Town. Só virou City quando a cidade de Swansea, na costa do País de Gales, ganhou esse status.

A primeira partida do clube foi um clássico do país contra o Cardiff City, clube, aliás, que vive batendo na trave na disputa da segunda divisão inglesa. O jogo foi disputado no dia 7 de setembro de 1912, no Vetch Field e o resultado foi 1 a 1. Durante a sua primeira temporada, o time conquistou a Copa do País de Gales.

Antigo estádio do Swansea, o Vetch Field foi construído num antigo terreno baldio que servia de pasto para as vacas. O estádio, no entanto, não será usado na Premier League porque em 2005 o time se mudou para um estádio maior, o Liberty Stadium, com capacidade para 20,5 mil espectadores. Parece pouco? Pois saiba que no Vetch Field cabiam apenas 11,4 mil pessoas. O antigo estádio foi demolido em janeiro, mas não deve voltar a virar pasto.

O Swansea e seus torcedores são conhecidos por três apelidos. The Swans (os cisnes), The Jacks e The Jack Army. Estes dois últimos apelidos têm uma origem curiosa. Na realidade, são duas as origens especuladas. A primeira é uma referência à respeitada reputação dos marinheiros da cidade, que eram chamados de Jack Tars, um apelido comum no século XIX a quem fazia parte do império naval britânico.



A segunda origem tem a ver com um corajoso cachorro que vivia na cidade nos anos 30 do século passado. Chamado de Swansea Jack, o cão teria resgatado pelo menos 27 pessoas que corriam risco de se afogarem no Rio Tawe. Swansea Jack pertencia a William Thomas, que não tinha qualquer relação com o clube, e sempre ia salvar as pessoas que gritavam de desespero quando estavam se afogando no Rio. Seu primeiro resgate foi em 1912, ano de fundação do clube, portanto, quando ele salvou um garoto de 12 anos. Semanas depois, ele resgatou um nadador que também se afogavas nas docas.

Em 1936, Swansea Jack foi premiado com o título de “Mais corajoso cachorro do ano”. No ano seguinte, acabou morrendo depois de ingerir veneno de rato. Em 2000, o cachorro foi nomeado o “Cão do Século” pela New Found Friends of Bristol, que treina cães domesticados para resgates aquáticos (pois é, essas coisas existem).

Neste ano, o Swansea estava na quarta divisão inglesa e vivendo uma grave crise financeira que se arrastava desde meados da década de 80. Em julho do ano seguinte, o time foi vendido por uma libra para um dirigente chamado Mike Lewis. Este o repassou para um grupo australiano, que demitiu sete jogadores e deixou encerrar os contratos de outros oito atletas. Os torcedores ficaram revoltados, o time foi ameaçado de sanções pela Liga e tudo isso foi o estopim para a criação do Swansea Supporters Trust, que virou uma espécie de última garantia para que o clube não vá para a bancarrota.

Em 2005, o time estreou na League One, a terceira divisão inglesa. Terminou em sexto, indo para os playoffs, mas acabou sendo derrotado na primeira grande chance de disputar a segunda divisão. A promoção viria na temporada 2007-08, quando o time chegou a ficar 18 jogos invicto e marcou 92 pontos. No primeiro ano na Série B, o Swansea terminou em oitavo. Foram mais duas temporadas lutando na segunda divisão até a chance de disputar a elite.

Agora o técnico Brendan Rogers, de apenas 38 anos, que levou o time à elite, sonha em fazer história na Premier League. E para fazer história, basta manter o time na elite. Assim como o hoje técnico do Chelsea, André Villas-Boas, Rogers foi assistente técnico de Mourinho quando o português trabalhou no clube de Londres. Com 18 anos de carreira, ele agora vai dar os primeiros passos como um treinador principal na Premier League.

- Não cheguei no topo com uma grande carreira de jogador por trás. Tive que começar lá embaixo e pegar essa longa estrada. Eu quero estar nesse jogo por quanto tempo for possível, especialmente agora que estarei no meu primeiro ano na Premier League. Agora eu vou sentar na mesma mesa que Alex Ferguson e Arsene Wenger e espero conseguir pegar um pouco da genialidade deles para mim – disse o treinador, que sabe que seu time lutará para não cair.

Minha pergunta não foi sobre clube Swansea, mas sim sobre o CÃO Swansea Jack.
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo