Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Quais são os primeiros sintomas de leucemia em animais?

1741 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Os dois termos utilizados para descrever as leucemias quanto à duração do processo são aguda e crônica. Leucemia Aguda geralmente desenvolve-se muito rapidamente e tem um prognóstico mais reservado e grave. Geralmente existe um elevado número de células jovens (blásticas) ou muitas células imaturas na circulação, o que faz com que o diagnóstico de leucemia seja relativamente fácil, mas na subclassificação destas alterações do tipo de célula é mais difícil devido à pobre diferenciação. Em contraste, a Leucemia Crônica corresponde à proliferação neoplásica de células bem diferenciadas.

LEUCEMIA AGUDA
As leucemias agudas representam menos de 10% de todas as neoplasias hematopoiéticas no cão, embora seja difícil obter uma estimação precisa devido à falta de distinção entre linfoma e leucemia em muitos casos. Da mesma forma, não está clara a proporção real de leucemias mielóides e linfóides.

Os animais afetados são jovens adultos, mas pode variar desde o primeiro ano de idade até os 12 anos. Pode haver uma ligeira predisposição sexual para as leucemias agudas no cão, com razão Macho:Fêmea de 3:2, mas não há predisposição racial

SINAIS CLÍNICOS
As leucemias agudas caracterizam-se por um comportamento agressivo e uma progressão rápida. Os sinais clínicos e os achados do exame físico em cães com leucemia aguda são usualmente vagos e não-específicos.

Em resumo, estes cães desenvolvem letargia ou anorexia, febre persistente ou recidivante, perda de peso, claudicação intermitente e alternada dos membros e outros sinais não-específicos. A esplenomegalia, hepatomegalia, febre e linfadenopatia generalizada discreta são geralmente detectadas durante o exame físico rotineiro. O baço nesses cães em geral está acentuadamente aumentado de volume e possui superfície lisa à palpação.

A inspeção cuidadosa das mucosas nos cães com leucemia aguda quase sempre revela petéquias e/ou equimoses, além da palidez. Icterícia pode também ser detectada se a infiltração leucêmica acentuada do fígado ou hemólise estiverem presentes. A linfadenopatia presente em animais com leucemia aguda geralmente é discreta, ao contrário da que ocorre em cães com linfoma, nos quais os linfonodos estão muito aumentados. Além disso, a maioria dos cães com leucemia apresenta sintomatologia, ao passo que mais de metade dos cães com linfoma é assintomática.
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo