Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta em aberto

sarna canina

298 visualizações

Respostas


Olá Isabelle...

Em primeiro lugar, para tratar a sarna de cachorro de modo bem feito, o dono deve levá-lo a um veterinário imediatamente e não só confiar em pessoas que dizem que este remédio é bom ou aquele outro é que é o bom. Só o veterinário saberá se o cão realmente tem sarna e qual o tipo de sarna canina. Tratamento adequado somente um veterinário que tenha realizado uma consulta clínica presencial pode oferecer. Normalmente, utiliza-se um antiparasitário que poderá ser administrado de maneira injetável ou oral. A realização de banhos com sabonete terapêutico também auxiliará no tratamento da doença. Ahh, e uma coisa importante: Devem ser tratados todos os animais que estão em contato com o animal doente.
O importante mesmo é que se evite que seu animalzinho venha adquirir a sarna, mantendo sempre uma boa higienização da caminha, brinquedos, potinhos de comida e água, roupinhas e até do próprio pet. Ah, devemos também cuidar da nossa saúde, lavando sempre as mãos após manusear animais, pois também podemos nos contaminar com o agente causador da doença. Mas, caso você chegue a contrair a sarna, deixo aqui uma dica que vi em um site:

Ingrediente: Azeite de oliva
Modo de preparo: Aquecer o azeite e quando estiver morno, fazer uma massagem na região afetada com o auxílio de uma gaze ou algodão várias vezes ao dia.

Outro remédio caseiro para escabiose ou sarna é a realização de banhos quentes 2 a 3 vezes com shampoo e sabonete neutro, para controlar o crescimento dos ácaros.

Além destes remédios caseiros, é necessário que as roupas da pessoa infectada, assim como a roupa da cama, sejam lavadas com água quente, separadas das roupas dos outros membros da família e passadas a ferro depois.

Espero ter ajudado!

Sarna, uma doença que incomoda cachorros, gatos e humanos.

Os cães, assim como os demais animais e até mesmo o homem, podem ter diversas doenças de pele. Umas causadas por bactérias, outras por fungos, as alergias, as por problemas hormonais entre diversas outras. Dentre as mais comuns estão as causadas por ácaros.

Você sabe qual a doença de pele dos cães que é causada por ácaros? É a sarna! É isso mesmo, a famosa sarna é causada por ácaros. Há duas sarnas mais comuns que acometem os cães que são: a sarna sarcóptica ou escabiose, causada por um ácaro chamado de Sarcoptes scabiei e a sarna demodécica ou sarna negra, causada pelo ácaro Demodex canis.

Remédio caseiro para o tratamento da sarna

Uma das participantes da comunidade do Blupet, deu uma dica valiosa de como curar a sarna de cachorro com um tratamento caseiro. A dica é simples e de acordo com opiniões, infalível. Vale lembrar como já dito, é importante você procurar um especialista de acordo com a gravidade do problema e ter certeza que está tratando muito bem de seu bichinho. Clique no link acima, entre na comunidade e aprenda dicas de como cuidar de seus animais.

Trate a sarna com produtos especializados
Outra indicação que fazemos, é que se você estiver interessado em fazer um tratamento convencional para curar a sarna, o MeuAmigoPet está com uma promoção interessante no produto Frontline® Topspot, que além de ajudar no combate a sarna, também deixa seu animalzinho protegido de pulgas por até 3 meses e de carrapatos por até 4 semanas. Aproveite para conhecer na versão spray ou pipeta, vale a pena por ter essas três vantagens inclusas.

causa tanta coceira.

Por Raquel Madi
Artigo Favorito
No que se refere à sarna em cães, sabe-se que existem três tipos: a otodécica (ou sarna de ouvido), a demodécica (ou sarna negra) e a sarna sarcóptica, que também é conhecida como escabiose canina e é tida como o tipo mais comum de sarna em cães e a única que pode ser transmitida para humanos, sendo assim considerada uma zoonose.

A escabiose canina é uma doença de pele canina causada pelo parasita sarcoptes scabei, e é o único tipo de sarna que pode ser transmitido de cães para pessoas, através de contato direto. Em alguns casos, ela também atinge gatos, mas isso é mais raro.

Esse tipo de sarna pode atingir qualquer raça de cão, de todas as idades e em qualquer uma das estações do ano, sendo transmitida através de contato direto com animais infectados. Além disso, o agente transmissor da doença pode permanecer em um ambiente por até 21 dias, podendo também parasitar um animal que entrar em contato com ele em uma almofada, manta, sofá, etc.

Como detectar a escabiose em cães?

Queda de pelos, pele avermelhada, crostas, borbulhas e escoriações são os principais indícios de que o animal está infectado, mas o principal sintoma é o prurido mais conhecido como coceira, dentre as sarnas esta é, de longe, a que mais coça. A sarna sarcóptica provoca uma coceira forte na pele do cão, portanto, ele se coçar demais e até começar a se morder pode ser um sintoma visual para o dono perceber e buscar um veterinário.

Leia Mais: Acupuntura para Cães - Saúde e bem-estar

Escabiose canina

Prevenindo e tratando a escabiose

Manter uma higienização regular do cão e do espaço onde ele vive é o primeiro passo importante para evitar que ele pegue sarna. Além disso, sendo ela altamente contagiosa, evitar o contato direto com animais infectados é fundamental, tanto para as pessoas, quanto para outros animais. Se o seu cão estiver com sarna, mantenha-o isolado em algum espaço da casa até que ele esteja curado.

O tratamento para a escabiose em cães é feito através de medicamentos também conhecidos como escabicidas, que devem ser usados com muita cautela pois alguns tipos de escabicidas, como a Ivermectina, podem ser letal para a maioria das raças de cães de pastoreio como o Sheepdog (a famosa cachorra Priscila da TV Colosso, exibida antigamente pela Rede Globo), Collie (a famosa Lessie), o Border Collie entre outros, devendo o uso ser orientado pelo médico veterinário de sua confiança. É importante que o cuidado com a escabiose canina seja dobrado após a cura dela, pois durante este período o cão está mais suscetível ao recontágio.

Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo