Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta em aberto

Vacina contra leishmaniose, dar ou não?

510 visualizações

Respostas


Boa questão! A vacina contra Leishmaniose só é recomendada para algumas regiões onde existe o risco de contágio e depois de exames para saber se o animal já é portador da doença, ainda mais se for um animal desconhecido... É importantíssima pois é uma doença que pode ser transmitida do animal ao ser humano e deve ser repetida anualmente... (Uma zoonose)

Olá Isabele...

Então... eu diria que SIM... deve-se dar a vacina! Digo isto porque, de acordo com alguns sites, a vacina oferece de 80% a 95% de proteção, ou seja, a chance de um cão vacinado ser infectado pela doença é mínima. E olha que interessante: Além de evitar que o cão desenvolva a leishmaniose, a vacina impede que o mosquito transmissor que pique o animal vacinado venha a alojar o protozoário e o retransmitir... ou seja, Quando o inseto pica o cão vacinado, os anticorpos presentes no seu sangue por causa da vacina se alojam em seu organismo e esses anticorpos impedem que o parasita da leishmaniose complete o seu ciclo de vida.
Ah, e digo mais, providencie coleiras que protegem os cães contra picadas de mosquitos (Scalibor) ou pour-ons repelentes (Advantage Max 3, Pulvex Pour-on). A coleira, em particular, além de repelir o inseto, causa a morte daqueles que picam o cão, portanto, também é uma medida de combate a doença. A própria Organização Mundial de Saúde recomenda o uso dessas coleiras nos cães como medida para combater a doença.

Espero ter contribuído!
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo