Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta em aberto

Ben Reilly assumiu seu codinome contra sua vontade, por quê?

196 visualizações

Respostas


A saga dosClone odiada por uns e amada por outros fãs tem início na época em que Gwen Stacy estava viva ainda. Durante as aulas de biologia, o professor Warren tira algumas amostras de sangue de Peter e Gwen. Com isto, ele cria clones dos mesmos. Atordoado por um assassinato que cometeu por "acidente", o professor Warren passou a ser o vilão conhecido como Chacal.

Gwen Stacy é morta pelo Duende Verde (na história "A Noite em que Gwen Stacy Morreu" - republicado recentemente pela Editora Panini em HA Grandes Desafios nº 5) e a culpa cai para cima do Homem-Aranha. O professor fica muito triste com isso e, então, O Chacal entra em ação para vingar a morte da garota.



Amazing Fantasy # 15 (agosto 1962). Capa da revista que primeiro introduziu o personagem de ficção. Era uma porta de entrada para o sucesso comercial para o super-herói e inspirou o lançamento de The Amazing Spider-Man Comics. Arte de capa por Jack Kirby (desenhista) e Steve Ditko (tintas).
Numa emboscada, ele faz o clone do Aranha lutar contra o verdadeiro Peter Parker. Nesta luta, um dos "Aranhas" vence e coloca o corpo do outro na chaminé da fábrica onde estavam. Chegando na porta de seu apartamento ele vê Mary Jane. Nesta hora, ele cai na real e percebe que é dela que ele realmente gosta - e este sentimento não poderia ser de nenhum clone! Está confirmado que o "Aranha" que venceu é o verdadeiro Peter Parker.

Cinco anos se passam e Tia May fica muito doente. O clone vencido volta após estes 5 anos de isolamento, assumindo o nome de Benjamin Reilly, mais conhecido como Ben Reilly (o nome fora forjado de "Benjamin", ou "Ben" Parker - tio de Peter -, e May "Reilly" - nome de solteira da tia May), para ver como está a saúde de May Parker. Ele assume, também, o codinome Aranha Escarlate (contra sua vontade... ele odiou este nome de batismo).

Aparece também, com o intuito de complicar a vida de Peter Parker, o clone mal-sucedido chamado apenas de Kaine.

Depois de um exame de DNA feito pelo Dr. Seward Trainer (que ajudou Ben Reilly nos 5 anos que ficou fora), acreditou-se que Ben Reilly seria, na verdade, o verdadeiro Peter Parker. O "Peter Parker" que estava casado com Mary Jane (e estava esperando uma filha) era o clone(!). Após a luta, o clone teria assumido a identidade do verdadeiro Peter, enquanto este último teria ficado sem rumo e se isolado, se autodenominando Benjamin "Ben" Reilly.

Peter Parker perde seus poderes (em "HA - Aventura Final" - especial - Abril) e, depois, segue até Portland com Mary Jane para viverem lá enquanto que em NY, Ben Reilly assume o novo uniforme do Homem-Aranha (em A Teia do Aranha nº 100 - Abril). Alguns meses depois, Peter volta para NY a chamado de J.Jonah Jameson para trabalhar no Clarim Diário.

Neste meio tempo, uma ossada com a máscara do Homem-Aranha foi achada perto da chaminé da fábrica (onde ficava o laboratório secreto do Chacal) para confudir a todos. Tudo não passava de mais um clone de Peter Parker. Um detalhe cruel criado pelo Chacal (e o Duende Verde) para arruinar as vidas de Peter Parker e Ben Reilly!

O Duende Verde volta a NY e revela, então, toda a história aos dois (em "A Teia do Aranha nº 110" - Abril). Na verdade, Ben Reilly é realmente o clone e Peter sempre foi o Peter Parker. O exame de DNA foi forjado pelo Dr. Trainer - que trabalhava para Norman Osborn a mando dos "demônios Scrier"! Ben Reilly foi morto pelo Duende Verde (da mesma forma que o Duende foi "supostamente" morto pelo seu jato) e se desintregou nos braços de Peter (que já havia recuperado seus poderes).

Em 2009 a Marvel informou uma nova publicação da saga como ela deveria realmente ter sido publicada. Segundo Tom DeFalco (editor original da saga), "Esta saga deveria ter terminado muito antes e de maneira diferente do que realmente ocorreu."
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo