Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale a respeito da raça canina "Landseer".

334 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Prezada, vamos lá...

Landsser é uma raça de cachorro, que muitos clubes de cinofilia consideram como sendo simplesmente uma variação preta e branca da raça do Terra Nova, entretanto o FCI a considera como sendo uma raça separada. Esta raça, se bem treinada, ajuda, também, muito os nadadores salva-vidas a recuperar pessoas na água vítimas de afogamento. O Landseer é um cachorro de grande porte, de pernas longas, com a pelagem branco e preto e com um corpo poderoso e bem equilibrado.
Ele está sempre atento e disposto a rebocar e salvar pessoas que estejam se afogando ou com dificuldades de nadar para a costa. São muitas as histórias sobre os esforços corajosos deste cachorro em resgatar as pessoas que estejam se afogamento.

Na verdade, a raça tem o nome de Sir Edwin Landseer, um pintor que comemorou os feitos heróicos de um Landseer em resgatar o capitão do afogamento, pois os Landseers são definitivamente “bebés d’água”. Inclusive é um cachorro que não hesitaria em dar um mergulho se eventualmente estiver passando próximo a um rio ou mesmo um pequeno riacho, mesmo que esteja carregando alguma mochila presa as suas costas.

A existência da raça foi gravemente afetada pela 2 ª Guerra Mundial, e graças aos esforços feitos pelos criadores alemães e suíços, o Landseer foi revivido nos anos 1930. O cachorro que foi desenvolvido pelo cruzamento da Terra Nova com o Cão de Montanha dos Pirinéus é muito mais leve, com uma pelagem mais pesada que é muito mais fácil de cuidar. O Landseer, também, possui um excelente nariz, pois igualmente ao Retriever é igualmente hábil na recuperação na terra ou na água.

E o Landseer faz um bom cachorro de guarda também, e é uma raça das mais exigentes neste quesito, pois ao ter a percepção de que a família está em perigo imediatamente não hesitaria em colocar entre a família e o perigo detectado. E apesar de não ser um cachorro feroz, é bastante destemido e ficaria bravamente na frente do membro da família para enfrentar a ameaça. E quanto a sua aparência e porte o Landseer é uma raça de cachorros que é muitas vezes confundido como um Terra Nova. No entanto, além do óbvia diferença nas características, um Landseer é comparativamente mais alto do que uma Terra Nova. Sendo que a Landseer é uma raça grande, com uma bela e nobre aparência, e a sua simétrica e enorme cabeça está intimamente equipada com um couro cabeludo curto e sem rugas que cobre a cabeça. É dotado de um crânio largo e um focinho curto, mas forte, que parece estar fora do quadrado, tendo um nariz preto escuro, e os olhos amendoados dando ao cachorro uma expressão amigável.
As orelhas de tamanho médio são de forma triangular e têm pontas ligeiramente arredondadas e cobertas com pelos bem curtos. O pelo mais comprido situa-se na parte de trás da base dos ouvidos. As orelhas são simetricamente postas em planos ao lado da cabeça. Esta raça tem um pescoço largo e musculoso, uma parte traseira reta e nivelada, com um lombo musculoso e um peito profundo, com costelas bem arqueadas.

A cauda é forte densamente coberta com cabelo espesso, quando está em repouso, a cauda forma uma ligeira curva no final e trava para baixo. Em movimento, a cauda é portada reta com uma ligeira curva no final. A raça tem uma pelagem dupla, o acabamento é longo, reto e macio ao toque, com o acabamento levemente ondulado que é grossa e oleosa, sendo que o pelagem mais interna é grossa e muito oleosa. Sua pelagem predominantemente branca é marcada com manchas pretas no corpo, a cabeça e as orelhas são pretas. Uma mancha branca que vai do focinho ao colar melhora a aparência e a torna impressionante. A personalidade e o temperamento do Landseer o tornam definitivamente um cachorro de família, pois esta raça adora estar próxima de sua familia.

Apesar de seu grande porte, preferem a qualquer coisa estar no colo de um membro da família e ser carinhosamente afagado. Pois este afável cachorro faz um bom e calmo membro da família, e não gostaria de ser relegado para um canil ou o quintal, pois prefere ficar dentro de casa, se preguiçar no sofá ou na frente do fogo onde ele pode dedicar toda a sua atenção para a família. E este gigante gentil seria tambem uma ótima babá, gentil e tolerante, o Landseer é um companheiro maravilhoso e um guardião seguro para toda a família e especialmente as crianças, pois é um protetor por natureza. O Landseer sabe, imediatamente, discernir uma situação perigosa, e vai agir imediatamente para proteger a família.


É um cachorro amigável com estranhos, outros cachorros e animais, desde que não os reconheça como uma ameaça à família. A Landseer é um bebedor bagunçado, e baba muito também, porem é um cachorro muito inteligente, que é conhecido por ser fácil de treinar, o que não deixa de ser uma vantagem para esta raça de grande porte. O Landseer é uma raça grande e energética, porem eles se adaptam muito bem em um apartamento, pois são praticamente inativos dentro de casa, e podem mesmo ser considerada como almofadas de sofá. Pois esta é uma raça preguiçosa, pronto para descansar dentro de casa o dia todo, entretanto são nadadores exímios e natos, principalmente pelos seus pés palmados que o fazem nadadores excelentes.

Se a natação não é possível, uma longa caminhada é, bastante, benéfica para Ele. Entretanto são cachorros bastante sensíveis ao clima quente, e para exercitar o Landseer é melhor faze-lo no início da manhã ou começo da noite quando a temperatura é mais amena e fria. E quanto aos cuidados com a pelagem, a raça tem uma pelagem grossa que se faz necessária uma escovação cuidadosa diária. E de preferência uma escovação com um pincel duro, para poder remover os emaranhados de sua pelagem. E a escovação regular tambem vai distribuir os óleos da pelagem, e banhos freqüentes não são necessário nem recomendáveis para não retirar o óleo que impermeabiliza o pêlo, e no lugar da lavagem um banho seco é recomendado.


Cuidados e curiosidades da a Raça
As unhas devem ser cortadas regularmente, e os cachorro devem ter os dedos ergôs removidos.
O cachorro que foi retratado na pintura era de um exemplar chamado Bob. Diz a lenda que este cachorro e o seu responsável ficaram como náufragos por duas vezes, a primeira vez, o cachorro foi capaz de trazer o mestre em segurança à costa nadando duas milhas de onde o navio tinha afundado. No segundo naufrágio do cachorro não foi bem sucedido em resgatar o mestre e ele nadou até a praia sozinho. E Bob passou a freqüentar com frequência as ruas das docas para salvar pessoas de afogamento, e devido ao seu valoroso empenho o cachorro foi adotado pela Humane Society. Nos seus 14 anos de dedicação e serviços prestados aos náufragos o cachorro foi creditado com 23 resgates.

Bob é considerado um dos grandes cachorros brancos e negros que existiram por mais de 200 anos nas ilhas de Newfoundland. Estes cachorros gigantes que foram utilizadas pelos pescadores para puxar redes europeias à costa foram levados para a Inglaterra. E eram conhecidos por sua habilidade de ajudar as pessoas que estavam a se afogar. E um grande número de cachorros desta raça eram trazidos e vendidos pelos pescadores europeus, na Inglaterra. Acreditava-se que as exportações dos cachorros foram feitos na década de 1770. No entanto, constatou-se que estes cachorros já existiam na Inglaterra a muito tempo, pois uma pintura do Conde de Romney já tinha retratado um cachorro desta raça.

Outras extensas descrições da raça em 1732 no livro “Senhores do ferrador”. “Uma História da Terra e da Natureza Animados”, escrito por Oliver Goldsmith em 1774 descreveu extensivamente o cachorro. Por causa da aparência impressionante a raça foi retratada na pintura e tem sido objeto de numerosos livros. E cachorros dessa raça são originados da Alemanha e da Suíça, foi especulado de que a raça foi criada através do cruzamento da Terra Nova branco e preto com cachorros Pyranean Mountain, para se criar um cachorro que se assemelha-se ao cachorro na pintura feita por Sir Edwin Landseer. Otto Walterspiel, um criador alemão tinha aprimorado e desenvolvido seletivamente a raça.


Entretanto o primeiro exemplar da raça nasceu na Holanda em 1893, já a segunda ninhada de raça pura, nasceu em 1902 na Suíça. Em 1960, o Landseer do tipo europeu-continental, que é um cachorro que tem as pernas mais longas e é conhecido por ser bem mais ativa do que a raça Terra Nova, quando foi então considerado como uma raça separada pela FCI, sendo a raça registada sob o número 226. E após o registro, a popularidade da raça continuou a subir. A raça conquistou outros países europeus, podem inclusive agora serem vistos por toda a Europa.

Pena, que como o Terra Nova, sofra muito com o Clima, aqui no Sul, até é possível criá-lo, como em minha cidade temos exemplares do Terra Nova e vez por outra vemos um Landseer malhado, porém, se não fosse o Clima até Eu gostaria muito de ter um gigantão amável que estes comigo.

Fraternalmente,

Gilmar


Landseer é uma raça de cães reconhecida pela FCI como sendo oriunda do Canadá. De acordo com indícios, várias raças contribuíram para a composição deste canino, destacadamente os cães de ursos pretos e os crioulos, pertencentes aos vikings. Fisicamente, as características que mais se destacam são sua resistência aos rigores climáticos e sua força, que lhe permite transportar cargas e salvar pessoas de afogamentos. Assemelhado ao terra-nova, pode chegar a medir os 80 cm na cernelha.
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo