Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale a respeito da raça felina "Oriental". Melhor comentário será escolhido!

239 visualizações

Respostas

Melhor resposta

O nome de qualquer tipo de animal Oriental não necessariamente significa que ele tenha a sua origem oriental, apesar de certos exemplares descenderem de fato do Extremo Oriente, mas não é o caso do Oriental de Pêlo Curto. O gato Oriental de Pêlo Curto se refere a um grupo de raças que possui um corpo flexível e esguio, seus olhos oblíquos e ainda as orelhas grandes e pontiagudas, seus pelos finos e curtos descendem diretamente do gato siamês.

Veja a seguir maiores informações sobre este que é um dos felinos mais procurados e mais apresentados em feiras de exposições por criadores o Oriental de Pêlo Curto.

Origem
Oriental de Pelo CurtoA raça de gatos Oriental de Pêlo Curto é originária do Egito, da época dos faraós. Existem diversas pinturas e esculturas, bem como relevos daquela época que podem denunciar a sua existência. Como todos os gatos que tiveram o privilégio de viver no mundo antigo, o Oriental certamente era considerado como um objeto sagrado.

Por este motivo diversos sacerdotes e faraós o protegiam com todo o poder que tinham. Reza a lenda que o felino desta raça era tido em tão alta consideração que se alguém viesse a o matar teria de pagar com a própria vida, e acontecia muito isto na antiguidade.

Após alguns acontecimentos históricos como a invasão do Império Egípcio se espalhou e se misturou com outras, perdendo então a sua pureza. O oriental teria recuperado a sua verdadeira característica apenas após as seleções rigorosas realizadas.

Começou então a se criar o oriental novamente na metade da década de 1970, nos Estados Unidos. Em torno de 10 anos antes, a raça também era conhecida na Inglaterra com o nome de Foreign Shorthair (Estrangeiro de Pelo Curto). Para se ter ideia nos anos 20, estes siameses de cor uniforme, passaram a ser excluídos da categoria siamesa, tendo sido denominados de Foreign por seus criadores.

Tanto nos Estados Unidos como na Inglaterra, os Siameses sempre procuraram se acasalar com outros gatos de pelo curto para que pudessem produzir um tipo elegante da raça, sem que tivesse malhas nas pontas. O reconhecimento oficial, porém foi concedido somente no final da década de 60.

Características
Oriental do Pelo CurtoO gato oriental é bastante parecido com o gato Siamês. Ou seja, são classificados dentro de um mesmo grupo e possuem praticamente o mesmo padrão oficial. Com a exceção da cor de seus olhos que no oriental é verde e no siamês acontece de cor azul bem como a coloração de sua pelagem que conta com pequenos detalhes, onde sua cauda é mais grossa na base do que a do gato oriental, as diferenças entre as duas raças são praticamente mínimas, sendo muitas vezes imperceptíveis até mesmo para muitos criadores.

Os gatos da raça Oriental de Pêlo Curto são bastante corpulentos, elegantes, apresentando uma constituição física de gato Siamês.

Devem ter a sua cabeça em forma de um triângulo perfeito, larga na altura dos olhos e menor na ponta, na direção do queixo contando com contornos delicados. Seus olhos são oblíquos em forma de amêndoas, inclinados em direção ao nariz. Suas orelhas devem ser grandes e pontiagudas, existem orientais de duas formas, de pelos curtos e longos.

Os machos da raça normalmente são maiores que as fêmeas e ambos apresentam uma estrutura corpórea um tanto resistente, além de serem muito dispostos e ativos.

Pelagem
Oriental de Pelo CurtoIndependente da pelagem curta ou longa, a única diferença visualizada é exclusivamente a dimensão dos pelos, as cores do pelo do gato Oriental de Pêlo Curto são o solido, shaded, smoke, tabby e bicolor.

É possível se encontrar cores uniformes, como por exemplo, o branco, preferencialmente com olhos azuis ou verdes.

Sombreados em tons de prata, o chamado shaded silver, com subpelos brancos com pelos mais longos, ponteados de preto, olhos e lábios com contornos pretos e camafeu igual em vermelho.

Os de tom esfumaçado que poderão ser preto, azul, marrom e lilás fumê, onde apresentam um subpelo branco e intensamente ponteado de preto.

Os tigrados são admitidos com todos os desenhos e cores deste tipo, principalmente no caso do pelo curto.

Além do particulor, voltado para a cor casco de tartaruga, apenas nas fêmeas, oferecendo um manto preto com grandes manchas de cor avermelhada e creme.

Azul creme, onde ele terá um manto cinza com grandes manchas de cor creme. Outro exemplar é o Chestnut-tortie que oferece um manto marrom com grandes manchas de cor rosada e ainda creme. Além é claro do lavanda creme, que oferece um manto cinza com grandes manchas da cor creme.

Temperamento
O Oriental é um gato bastante pacífico e calmo. Sempre se apresenta extremamente apegado ao seu dono e mais dócil até mesmo que seu ancestral, o gato Siamês, apesar disto se alguma coisa não for bem ele deverá ficar perturbado, nervoso ou mesmo assustado. Como características deste tipo de atitude ele eriça seus pelos e solta grunhidos selvagens. São animais de estimação muito dependentes, e costumam se apegar mais a uma pessoa em especial. Gostam muito das rotinas diárias do lar, principalmente de receber muita atenção e as brincadeiras que o deixam feliz. Aprende hábitos de higiene com muita facilidade além de aceitar bem a presença de outros gatos e também outros animais.

Adaptam-se muito facilmente a diferentes ambientes, por isso é importante se ter muito cuidado, pois ele poderá ir com qualquer pessoa que lhe chamar a atenção e em alguns casos ser roubado.

Além disto, possui a mesma energia, curiosidade e felicidade que o Siamês. Procura sempre estar em movimento, e é capaz de saltar muito alto, e ainda mia com bastante frequência. É extremamente apegado ao seu dono e mais dócil que o siamês. Adapta-se facilmente a diversos ambientes, aceita bem a presença de outros gatos e animais. Caso alguma coisa corra mal, fica bastante nervoso, e assustado. Manter o gato limpo talvez possa ser um problema, mas em maioria são fáceis de escovar, alguns, porém precisam de uma maior atenção.

Saúde
Oriental do Pelo CurtoAs doenças ocasionadas no gato Oriental de Pêlo Curto são as mesmas recorrentes da raça de gatos siameses, como por exemplo, as seguintes condições:

Bolhas epidérmicas, que nada mais é do que uma doença dermatológica, onde o felino possui uma pele muito sensível e caso fique exposto em demasia ao sol, o que gosta muito de fazer, acaba acarretando este tipo de problema. Para esta solução é necessário que seja utilizado protetor solar próprios para os gatos.

A Hipotricose congênita também é uma propensão que existe em grande parte das raças de gatos orientais de pelo curto. A doença que também é conhecida como alopecia costuma causar a redução do número de pelos do animal, é uma doença sempre hereditária.


Casos de vitiligo são raros, porém também podem acontecer, é uma doença que causa a despigmentação da pele do animal, ficando totalmente sensível e necessitando inclusive de um tratamento especializado para este tipo de problema.

Tumores mamários acontecem também, mas costumam ser raros, devendo atingir somente as fêmeas e podem ser benignos ou malignos com chances de 50% para ambos os lados.

Outra condição que é um pouco mais comum é o estrabismo congênito, que nada mais é do que um defeito no alinhamento dos olhos, e é uma doença considerada hereditária, porém na maioria das vezes costuma não gerar problemas para o animal a não ser estéticos.

Em felinos de idade mais avançada, eventualmente podem acontecer casos de degeneração progressiva da retina, que causa a cegueira em 100% dos casos.

A chamada doença de armazenamento em lisossomos também é rara, mas existem casos que vem aumentando inclusive em todo o mundo, esta que nada mais é do que uma doença neurológica que afeta os animais quanto ao seu equilíbrio e até mesmo ao caminhar gerando quedas e outros problemas mais sérios.

Mucopolissacaridose do tipo VI gera efeitos irreversíveis no esqueleto, no coração e também em suas funções motoras.
Além da Ceróide lipofuscinose, que é uma condição que causa convulsões, cegueira, contrações involuntárias nos músculos entre outros problemas.

Todas as condições de saúde citadas anteriormente podem ser diagnosticadas e prevenidas, na maioria das vezes pais que são sadios são proibidos de cruzarem para que possam ter descendentes com problemas genéticos que foram diagnosticados em seus pais.

Este tipo de processo é muito importante, pois desta forma você não irá correr o risco de acabar adotando um animalzinho que irá lhe dar muito trabalho e pior ainda irá falecer em pouco tempo devido a sua saúde debilitada por estes problemas.

A dica considerada mais importante e fundamental em comparação com as outras é além desta prevenção, procurar seguir todas as vacinas e desvermifugação dos animais para que eles possam viver por muito mais tempo, e ainda melhor.

A alimentação também deve ser observada e por este motivo devem sempre ser de qualidade, e no máximo duas vezes ao dia. Caso você verifique que o felino está comendo demais ou pouco, procure variar com guloseimas ou diminuir um pouco a sua ração para que não tenha problemas de obesidade.
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo