Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale com sua palavras sobre a raça felina "Ocicat".

198 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Prezada, Boa Tarde. Vamos falar, então sobre um "feliz incidente", ocorre que uma criadora do Michigan EUA, chamada, Virginia Daly, criou a raça Ocicat por acidente em 1964, quando tentava desenvolver um Siamês com as extremidades (ponteado) da cor do Abissínio. Ela cruzou um Abissínio de cor ruddy, que também carregava o gene da cor sorrel , com uma fêmea Siamesa da cor seal-point. Os filhotes nasceram com a aparência de Abissínios e uma fêmea dessa ninhada foi reservada e posteriormente cruzada com um Siamês chocolate-point e desse cruzamento nasceram os tão esperados Siameses com as extremidades da cor dos Abissínios. Mrs. Daly repetiu o cruzamento e, para sua surpresa, nessa nova ninhada nasceu um filhote de cor marfim, com pintas douradas, que recebeu o nome de Tonga.


A filha de Mrs. Daly disse que Tonga parecia um Ocelote (a nossa jaguatirica), então iria chamá-lo de “Ocicat” e dessa forma a raça foi nomeada.


Como o objetivo de Mrs. Daly não era a criação de uma nova raça, Tonga foi esterilizado e vendido como gato de companhia.


Tempos depois, correspondendo-se com um geneticista famoso, Dr. Clyde Keeler, Mrs. Daly mencionou Tonga. Ele respondeu, dizendo que estava interessado em trabalhar com criadores, a fim de produzir um gato similar ao extinto Egyptian Spotted Fishing Cat (Gato Pescador Pintado Egípcio), mas Tonga não podia ser usada nesse projeto, por já estar esterilizado. Virginia Daly, então, repetiu o cruzamento entre os pais de Tonga e desta vez obteve um macho com pintas de cor amarelo escuro. O próximo passo foi introduzir o American Shorthair na raça, a fim de se obter ossatura e musculatura mais desenvolvidas, além de introduzir a cor silver.


Em 1966, Mrs. Daly teve que cuidar de uma tia idosa e a raça Ocicat teve que esperar até o inicio dos anos ’80. Outros criadores também ficaram fascinados pelos gatos com pintas e desenvolveram outras linhagens. Finalmente, a raça seguiu adiante e a TICA (The International Cat Association) passou a aceitá-la em campeonatos em 1986.


Em maio de 1987, foi a vez da CFA (Cat Fanciers’ Association) passar a aceitar o Ocicat em campeonatos, embora já aceitasse a raça para registro desde 1966.


Aparência

O Ocicat só tem um tipo de marcação aceita, que é a spotted (pintada), mas pode vir em diversas cores, como o Brown (Black), Chocolate, Blue, Lilac e Fawn, além da versão Silver dessas cores. Os pelos são ticados, ou seja, cada pelo possui várias faixas de cores. Eventualmente, podem nascer exemplares totalmente listrados, só que esses não são aceitos em competições.


Os olhos do Ocicat são grandes, amendoados e com cantos externos ligeiramente erguidos. Todas as cores de olhos são aceitas, com exceção da cor azul e não há nenhuma relação entre cor da pelagem e cor dos olhos. Vale saber, também, que o Ocicat tem porte atlético, sendo que o macho costuma pesar de 4 a 7 Kg e a fêmea entre 3 a 5 Kg.


Saúde e Predisposição a Doenças

Não há registros de problemas de saúde específicos da raça.


Cuidados

Devido à sua pelagem curta, é um gato de manutenção simples, bastando o corte periódico de unhas, limpeza de ouvidos conforme orientação do veterinário de confiança, além de banhos ocasionais. Os pelos mortos podem ser retirados com uma escova curta de borracha.


Comportamento/Temperamento

O Ocicat é um gato cheio de energia, que gosta de brincar e ama subir em lugares altos. Bastante afetuoso em relação aos seus humanos de estimação, ele também é bastante extrovertido com visitas, aceitando brincadeiras e até mesmo colo.


É um gato muito inteligente e aprende facilmente o que lhe é ensinado, se adaptando facilmente às regras da casa. Por ser um gato de temperamento bastante sociável, pode se ressentir se passar muito tempo sozinho. Convive muito bem com crianças, com outros gatos e também com cães.


Embora muitas pessoas confundam o Ocicat com o Bengal, há muitas diferenças entre essas duas raças, a começar pela herança genética, já que o Bengal descende de um felino selvagem, enquanto que o Ocicat é um gato 100% doméstico. Talvez por isso o Ocicat não seja tão popular quanto a raça Bengal.


No Brasil, que eu saiba, não existem criadores da raça e, mesmo no exterior, a quantidade de criadores é bem inferior à de criadores de Bengals.

Esperando ter contribuido.

Fraternalmente,


Gilmar
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo