Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale sobre a raça canina "Barbet".

192 visualizações

Respostas

Melhor resposta


“Barbet” em francês é o nome de um pato, cuja caça era auxiliada pelos cães Barbet.

Esta raça é tida e sabida como curiosa, sociável e muito fiel, caçadora dos pântanos, na França é raça mâe de muitas raças francesas conecidas, diz-se que até mesmo do POODLE.

O barbet ou cão d'água francês é uma raça canina oriunda da França. Antiga, já que há escritos do século XVI mencionando a raça, é bastante comum em sua terra natal, sendo largamente utilizada para caçar presas aquáticas. Sua função não é a de apenas recolher a presa, mas, também, procurar por ela escondida na vegetação e levantá-la, ou seja, espantá-la de seu esconderijo. De porte físico robusto e pelagem farta, resiste bem a temperaturas baixas e a água. Entre as maiores particularidades que envolvem sua história, está o fato de ter sido um levantador para a marinha francesa.


ORIGEM
França. O Barbet é um cão de água francês e o nome da raça "Barbet" vem da palavra francesa "barbe", o que significa barba. Esta é uma raça antiga vista por todo o território francês, utilizada para caçar presas aquáticas. Em escritos do século 16 a raça já está mencionada e descrita.
O cão de água não é apenas um recolhedor, ele tem que procurar a presa a ser caçada escondida em vegetação aquática, localizá-la e levantá-la (espantar). Só aí ele recolhe a caça abatida para seu mestre. Ele resiste ao frio e entra na água em qualquer tipo tempo.
O barbet também foi utilizado como recolhedor pela marinha.

A criação controlada do basset artesiano francês de pêlo curto começou no início dos anos 1870.
Dos bassets tendo uma origem aparentemente comum, o Conde Le Couteulx of Canteleu fixou um tipo utilitário com membros anteriores retos chamado Artois, enquanto que Mr. Louis Lane desenvolveu um tipo mais espetacular, com membros acondroplásicos, chamados normandos.
Somente em 1924 o nome basset artesiano normando foi finalmente adotado para a raça e o clube Mr. Léon Verrier, quem assumiu a presidência do clube em 1927, com a idade de 77 anos, ele queria reforçar o caráter da raça normando e no livro padrões de cães de caça de 1930, onde as duas raças, basset de Artois e basset artesiano normando figuram, ele encontrou a seguinte referência da raça: “A comissão da “sociedade de caça” decide e anota que o basset artesiano normando não deve ser mais do que um estágio de transição em direção ao tipo normando, sem qualquer traço do artois”
A raça renasce no final do século 19, incentivados por alguns caçadores do oeste. Desde então, sua evolução tem sido constante tanto no plano do melhoramento morfológico como na preservação de suas qualidades de cão chamado “sulista”.
ASPECTO GERAL
De proporções e tamanho médio, caracterizado por uma pelagem espessa, lanosa que lhe garante a proteção contra o frio e a umidade. O pêlo forma uma barba no queixo, o que deu o nome à raça.

REGIÃO CRANIANA
Crânio: redondo e largo.
Stop: pronunciado.

RAÇAS DE CÃES - CÃO DE ÁGUA FRANCÊS - BARBET

REGIÃO FACIAL
Olhos: redondos, preferencialmente marrom escuro.
Focinho: bem quadrado. Cana nasal curta e larga.
Trufa: preta ou marrom.
Lábios: grossos, pigmentados de preto ou marrom, inteiramente recobertos de pêlos longos.
Orelhas: inseridas baixo (na altura do olho ou um pouco mais baixo), longas, planas, largas, revestidas por longos pelos formando mechas. Quando se mede o tamanho em relação à trufa, a ultrapassam, pelo menos, em cinco centímetros (com o pêlo). A cartilagem das orelhas ultrapassa a comissura labial.

RAÇAS DE CÃES - CÃO DE ÁGUA FRANCÊS - BARBET
PESCOÇO
Curto e forte.

TRONCO
Dorso: muito ligeiramente convexo.
Lombo: arqueado, curto e forte.
Garupa: de perfil arredondado.
Peito: largo, bem desenvolvido, razoavelmente profundo, caixa torácica arredondada.
Costelas: arredondadas.

EXTREMIDADES ANTERIORES
Os membros anteriores são retos, de ossatura forte, bem aprumados e completamente recobertos de pêlos longos.
Ombros: inclinados. A angulação escápulo-umeral varia de 110˚ a 115˚.
Braços: fortes e musculosos.
Antebraços: retos, fortes, verticais, completamente revestidos por pêlos. Forte estrutura óssea.
Patas: redondas, largas, revestidas por pêlos.
EXTREMIDADES POSTERIORES
Coxas: ligeiramente inclinadas, bem musculosas.
Metatarsos: bem aprumados.
Jarretes: curtos e bem angulados.
Patas: redondas, largas, revestidas por pêlos.

CAUDA
Um pouco elevada, porém sem alcançar a horizontal; de inserção baixa; formando um ligeiro gancho na extremidade.

RAÇAS DE CÃES - CÃO DE ÁGUA FRANCÊS - BARBET
RAÇAS DE CÃES - CÃO DE ÁGUA FRANCÊS - BARBET

PELE
Espessa.

PELAGEM
Pêlos longos, lanosos e encaracolados, formando cordas. A pelagem, em seu estado natural reveste o corpo inteiro. É uma característica essencial da raça. Desde tempos imemoriais, o barbet tem sido tosado para facilitar seu trabalho e estilo de vida. De acordo com sua utilização o barbet pode apresentar-se de diferentes maneiras.

COR
Unicolor simplesmente negro, cinza, marrom, fulvo avermelhado, areia, branco ou malhado. Todos os matizes do fulvo avermelhado ao areia são aceitos. Preferencialmente o corpo inteiro deve ser de nuanças uniformes.

TAMANHO
A altura mínima (medida na cernelha) para machos é de 58 cm, e para fêmeas é de 53 cm.

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO
Equilibrado, não é agressivo nem nervoso. Dócil e muito apegado a seu dono, adora a água.

Com respeito a sua personalidade, o Barbet é descrito como muito sociável, alegre, pateta, obediente e inteligente. Eles são rápidos para aprender e precisam de treinamento de obediência. São uma grande companhia, especialmente para as crianças e idosos.

Ensejando ter colaborado.

Fraternalmente,

Gilmar
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo