Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale sobre a raça canina "Gascão Saintongeois".

547 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Prezada Amiga BP, Boa Noite e semana abençoada a Você e aos seus.

Sobre esta raça, aprendi hoje, porque não a conhecia, então,
do que aprendi, sei que existem duas classificações o pequeno e o grande Gascão.


Originário da França, a raça é usada para caçar em matilhas e descende do velho sabujo de Saintonge, um cão de caça de grande porte.

Historicamente, apenas três sabujos sobreviveram à Revolução Francesa e Conde Joseph de Carayon-Latour, em meados da década de 1840,1 cruzou o último da raça velho sabujo de Saintonge com alguns dos restantes da raça antiga de azul da Gasgonha. Os nascidos brancos com manchas pretas foram mantidos e, mais tarde receberam o nome Gascon-Saintongeois. Em meados do século XX, os caçadores do sudoeste da França selecionaram cães menores de ninhadas do Grand Gascon Saintongeois para caçar lebres e outros animais pequenos. Estes tornaram-se o Petite Gascon Saintongeois.

O Grand Gascon Saintongeois é preferencialmente usado para caça de animais grandes, embora também seja utilizado para perseguir animais menores, geralmente em bando. O Petite Gascon Saintongeois é um caçador versátil, usado em caça de animais pequenos e até mesmo os animais pouco maiores que ele.

Este é cão tipicamente sabujo francês, de corpo magro e musculoso, patas compridas, orelhas longas e boca pendente e caída. O tamanho do grand macho varia entre 65 e 72 cm; já as fêmeas são ligeiramente menores. O tamanho do petite macho é medido entre 56 e 62 cm, com os exemplares femininos também menores. A cor da pelagem é branca com manchas pretas, e às vezes pintas. Suas orelhas e face ao redor dos olhos são em preto e as bochechas acastanhadas, embora não apresente uma aparência tricolor. Suas manchas castanhas acima dos olhos, e às vezes na base da coxa, são chamadas de "marca de corço". Esta raça destaca-se por seus bons faro e latido, atributos importantes de um cão de caça. Instintivamente coletivo,3 possui a cauda roliça, tem as pernas longas e as patas grandes para seu tamanho.


ORIGEM

Entre os rastejadores franceses, chamados "de grande equipe", temos o Gascão Saintongeois (ou Gascón Saintongeois). O criador da raça foi o Barão Joseph de Carajon Latou de Virelade, quem procurou reunir num único sabujo as excelentes aptidões de três raças distintas: o Saintongeois, o Gascão Bleu, e o Ariégeois.

Através de uma seleção rigorosa, esse criador excepcional logrou plenamente o seu propósito, dando origem a um novo tipo de sabujo, que, à elegância, somava força muscular, finura de olfato, voz sonora e grande instinto para a caça do lobo e do bode.

Henri de Carajon, sobrinho do barão de Virelade, reforçou a raça com um exemplar de Bordéus sem mais especificação, mas que segundo parece, descendia também do Saintongeois.

A mediados do século XIX, o Conde Joseph de Carayon Latour, desejando regenerar a raça declinante dos Cães de Saintonge, uniu os últimos descendentes com os Azuis da Gasconha do Barão de Ruble, criando assim o Gascão Saintongeois, provocando contudo a desaparição do Cão de Saintonge.


ASPECTO GERAL

Cão de ordem por excelência, revela a grande estirpe das duas raças das quais foi produzido. De tipo bem francês quanto à cabeça, ao manto e à expressão.

A expressão da raça francesa se reflete na sua fisionomia e nas suas atitudes.

Está muito bem construído, dando ao mesmo tempo sensação de força e elegância. Seu aspecto é doce e confiante.


RAÇAS DE CÃES - GRANDE GASCON SAINTONGEOIS

UTILIZAÇÃO

Cão normalmente utilizado para a caça a tiro, pata a caça maior, mas também da lebre, geralmente em matilha ou individualmente como “limier”.

REGIÃO CRANIANA

Crânio: visto de frente, arqueado e mais para estreito; a protuberância occipital é bem marcada; visto de cima, a região posterior do crânio é de formato ogival pronunciado.
Stop: apenas ligeiramente acentuado.


REGIÃO FACIAL

Focinho: de igual comprimento que o crânio; forte cana nasal, ligeiramente arqueada (de carneiro).
Trufa: preta, bem desenvolvida; narinas bem abertas.
Lábios: apenas recobrindo a mandíbula; comissura labial discreta.
Bochechas: bem delineadas e secas.
Mandíbulas: Os incisivos são nascidos ortogonalmente aos maxilares. Mordedura em tesoura.
Olhos: de formato oval; marrons. Expressão gentil e confiável.
Orelhas: finas, bem enroladas e deve alcançar no mínimo a ponta da trufa; inserção abaixo dos olhos e preferencialmente mais para trás, deixando o crânio livre.

PESCOÇO
De comprimento e espessura médios. Ligeiramente arqueado; muito discreta barbela.

TRONCO
Dorso: muito firme, sem excesso no comprimento.
Lombo: ligeiramente arqueado, bastante musculoso.
Garupa: de boa largura, mais para horizontal.
Peito: largo, longo; profundidade de peito no nível dos cotovelos. Antepeito bastante largo.
Costelas: ligeiramente arqueadas e longas.
Flanco: bastante longo, linha ventral ligeiramente retraída para trás.
Ventre: bastante longo, ligeiramente esgalgado.

CAUDA
De boa inserção, afilando em direção à ponta. Alcança o nível dos jarretes e é portada elegantemente, em sabre.

EXTREMIDADES ANTERIORES
Visão de conjunto: membros dianteiros poderosos.
Ombros: bastante longos, musculosos, moderadamente inclinados.
Cotovelos: trabalhando ajustados rente ao tórax.
Antebraços: forte estrutura óssea.
Patas: ovais ligeiramente alongadas, dígitos secos e compactos. Almofadas e unhas pretas.

EXTREMIDADES POSTERIORES
Visão de conjunto: membros posteriores bem proporcionados.
Coxas: longas e bem musculadas.
Jarretes: largos, ligeiramente angulados, bem curtos.
Patas: ovais ligeiramente alongadas, dígitos secos e compactos. Almofadas e unhas pretas.

MOVIMENTAÇÃO
Regular e fácil.

PELE
Flexível e não muito grossa. Branca com manchas pretas.
Mucosas pretas.

PELAGEM
Pêlos: curtos e densos.

COR
De fundo branco, marcada com pintas pretas, algumas vezes sarapintada. Duas manchas pretas ficam geralmente em cada lado da cabeça, cobrindo as orelhas, circundando os olhos e parando nas bochechas. As bochechas são de cor castanha, preferencialmente pálida. Duas características marcas castanhas colocada acima das arcadas superciliares conferem uma aparência de quatro olhos ("quatroeillé"). Alguns pêlos fulvos podem aparecer na região superior do couro das orelhas sem contudo dar a aparência de tricolor à cabeça. Por vezes existe na base da coxa uma cor marrom folha morta típica chamada "marca de corço" ("roe buck mark").

TAMANHO
Altura na cernelha:
Machos: 65 a 72 cm.
Fêmeas: 62 a 68 cm.

TEMPERAMENTO/ COMPORTAMENTO
Temperamento: calmo; obedece com facilidade. O Grand Gascon-Saintongeois é meigo e seguro com as crianças, dá-se bem com outros cães e raramente morde. Nunca foi criado apenas em termos de companhia, mas se for educado em casa desde filhote, torna-se um razoável cão caseiro. Aceita bem o treino de obediência e requer exercício freqüente
Comportamento: Instintivamente cão de matilha ( "cão de ordem"). Possui faro refinado, é intrépido e dotado de uma sonora voz. É um caçador inveterado e continua a ser usado para caçar cabras-montesas e outras presas grandes.

Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo