Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Fale sobre o "Volpino Italiano", também conhecido como "Spitz Italiano".

203 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Alegre, vivo e gentil, o Spitz Italiano é uma companhia muito agradável. Inteligente e obediente, é facilmente adestrável, com a condição de que seu dono seja suave e firme. Desconfiado e supervigilante, avisa o dono ao menor ruído. Único inconveniente: é bastante barulhento. É bastante afetuoso e adora brincar com crianças. Apaixonadamente ligado aos donos e à casa, esse cão sensível suporta mal as perturbações, que podem deixá-lo excessivamente nervoso.O Spitz tem crânio pouco mais longo que o focinho. As orelhas, curtas e triangulares, são eretas e próximas uma da outra. Os olhos, de tamanho normal, são bem abertos. Muito compacto, o corpo se inscreve em um quadrado. O dorso é reto; o peito desce até os jarretes; e a cauda, implantada no prolongamento da garupa, é mantida permanentemente enrolada sobre o dono. O peito, espesso e muito longo, é excepcionalmente eriçado. Ele é rude, espetado e nunca deve ser caído. Forma um colar de franjas e a cauda é coberta por pelo extremamente longo. A cor da roupagem é uma só, branca ou vermelha, mas o champanhe é admitido pelo padrão, sem contudo ser procurado.


Boa tarde!

Volpino Italiano
Esse pequeno cão faz parte do grupo de raças Spitz, com uma aparência que lembra muito o Spitz Alemão e o Lulu da Pomerância. Pode ser conhecido não apenas como Volpino Italiano, mas também como Spitz de Florença e Cane de Quirinale. Foi muito apreciado como cão de guarda, sendo o companheiro favorito dos carreteiros da Toscana e do Lácio e bastante bajulado nos palácios da Itália. Conta-se que Michelangelo possuía um Volpino e o manteve consigo enquanto pintava a Capela Sistina.

Quando socializado e treinado desde cedo, o Volpino Italiano é uma companhia excelente durante toda sua vida. Seu humano ideal incluem casais sem crianças, aposentados, pessoas que vivem na cidade ou em fazendas. Adapta-se bem a vida em apartamentos e a maioria dos climas.



Origem

Originado na Itália, descende de outros cães do grupo Spitz que existiam na região central do país na Idade de Bronze, por volta de 4000 a.C.. Apesar de ter os mesmos antepassados do Spitz Alemão, o Spitz de Floença é seu parente uma vez que a raça alemã não foi usada em seu desenvolvimento. O nome Volpino, raposinha em italiano, se deve a seu tamanho e a forma de suas orelhas que lembra as de uma raposa.

Foi amado por pessoas simples e pela realeza, sendo o favorito da família real italiana e muitas vezes usado em fazendas na Toscana e do Lácio para avisar cães maiores que lobos ou caçadores estavam próximos. Com o passar do tempo a raça perdeu sua popularidade e chegou muito perto de ser extinta em 1954. Com medo de que o Spitz de Florença sumisse para sempre alguns criadores tentaram reviver a raça em 1984. A tentativa foi bem sucedida uma vez que a raça ainda existe, no entanto é ainda muito rara nos dias de hoje, apresentando uma quantidade mínima de cães registrados por ano na Inglaterra e nos Estados Unidos.



Comportamento

É muito apegado ao ambiente no qual é criado e a sua família, sendo afetuoso e companheiro com crianças. Apesar desse apego, adorar atenção e carinho de seus donos, é um cão independente. É bastante distinto, alegre, esperto e gosta de brincar. Na presença de estranho é desconfiado, o que faz dele um cão de guarda bastante confiável. Exige um treinamento firme e socialização desde cedo, pois pode apresentar um temperamento teimoso.

Se lhe for permitido, o cão Volpino Italiano se torna dominante.



Aspecto

É de tamanho pequeno, compacto e harmonioso, de formato quadrado. Seu andar não deve ser saltitante, com passos amplos, tanto no galope quanto no trote. Seu pelo é incrivelmente reto, muito longo e denso, de textura áspera e rígida nunca deve se encontrar caído, mesmo com a pelagem não é muito densa. No pescoço a pelagem forma uma espécie de colar, seu corpo parece estar envolto em um casaco e é bem longo na cauda. Nos membros posteriores ocorre formação de franjas. Na cabeça é semi longo e esconde a base das orelhas, onde é fino e bastante liso. No focinho o pelo é curto. É mais comumente encontrado na cor branca, mas pode ser vermelho (raro) ou ainda champanhe, o que é admissível, mas não desejável. A coloração é unicolor, não podendo ocorrer manchas vermelhas no pelo branco, nem manchas pretas e brancas no pelo vermelho.

A cabeça do cão da raça Volpino Italiano é em forma piramidal e ocupa praticamente 4/10 do seu tamanho na cernelha. O crânio é maior em comprimento do que o focinho, o formato é bastante oval, a testa é bem desenvolvida e desce quase perpendicular até a base do focinho. A trufa é úmida, com narinas bem abertas, de cor sempre preta independente da cor dos pelos, o canal nasal é reto. Seus maxilares não robustos, os dentes são brancos, completos, alinhados e com mordedura em tesoura, sendo a mordedura em torquês tolerada. Os olhos são bem abertos, de cor ocre escuro e as bordas das pálpebras de cor preta, de tamanho normal. As orelhas são curtas, triangulares e eretas, com a face voltada para frente, podendo apresentar uma coloração laranja clara, o que não é desejável, mas é permitido. A cartilagem das orelhas é rígida e elas são inseridas altas e próximas entre si. O pescoço tem comprimento aproximadamente igual da cabeça, sendo portado sempre alto, com a pele bem ajustada. A cauda é inserida no prolongamento da garupa, sempre enrolada sobre o dorso do cão. As patas são ovais, com unhas e almofadas palmares de cor preta.



Cuidados específicos

Essa raça exige uma escovação regular para a remoção dos pelos mortos. Deve ser tosado, o que é uma tarefa fácil, mas que exige atenção constante. Para os cães Volpino é melhor evitar banhos frequentes. Pode viver muito bem em apartamentos quando lhe é oferecido exercício suficiente.



Saúde

Com uma boa longevidade, a raça Volpino Italiano apresenta poucos problemas de saúde, no entanto pode desenvolver problemas cardíacos e catarata.

Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo