Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Falem a respeito do Ovelheiro gaúcho e sua origem.

348 visualizações

Respostas

Melhor resposta

Bom Dia!

A ovelheiro gaúcho é uma raça de cão pastor originária dos pampas gaúchos, no Brasil.
Não é reconhecida pela FCI, mas já obteve o reconhecimento da CBKC.
O ovelheiro foi e ainda é grandemente utilizado para o pastoreio de ovelhas e de outros rebanhos, em especial na região sul, atividades tradicionais desta região do país.
Esta raça foi originada no Rio Grande do Sul ao acaso, sem qualquer planejamento que não fosse a utilidade em serviço.
Há duas hipóteses para sua origem, a mais difundida se baseia em características físicas e comportamentais da raça, assim com também tem um contexto histórico provável, e diz que o ovelheiro gaúcho descende de cães de pastoreio sem raça específica do Rio Grande do Sul e também das raças Border Collie e Rough Collie, sendo que estes últimos chegaram com os colonos europeus no século XIX,2 quando os campos gaúchos foram sendo enriquecidos com animais de fazenda, como bois, cavalos e ovelhas. A segunda hipótese levantada, é mais recente e melhor fundamentada, já que se baseia em um estudo mais detalhado, histórico, morfológico e comportamental da raça. Segundo os cinófilos Dr. Eduardo José Ely e Silva e Dra. Élen Nunes Garcia, que realizaram o estudo, o ovelheiro gaúcho descende de cães de pastoreio sem raça específica da região e também descende das raças Rough Collie, Cão da Serra da Estrela e Pastor Alemão. Do Rough Collie os Ovelheiros herdaram vários padrões de pelagem, tais como a “coleira” branca, as colorações tricolor, merle e sable, também é comum as orelhas do collie bem como o focinho mais afilado, além da excelente aptidão no pastoreio de ovelhas. E por último, a base genética mais antiga da raça, é o Cão da Serra da Estrela, o que morfologicamente e historicamente é muito provável, já que várias características físicas encontradas nos ovelheiros gaúchos não estão presentes nas raças anteriormente citadas, e são bastante comuns no cão da Serra da Estrela, que teria chegado aos campos gaúchos pouco após o Tratado de Madrid e a consequente Guerra Guaranítica.
Morfologicamente são parecidos com cães da raça Border Collie, porém movimentam-se de maneira diferente ao pastorear. Seu tamanho e estatura são medianos, maiores que os border collies e pouco menores que os collies. A pelagem não é muito longa, sem subpêlo e pode ser em várias cores.
Não é um cão agressivo, mas é muito bom para cão de alarme, pois late a qualquer ruído estranho, apesar de dificilmente atacar o invasor. É inteligente, e se adapta fácil, aprende comandos muito rapidamente, não sendo agressivo com o rebanho. Com as pessoas com quem convive é dócil e amigável.

Mais um que a burocracia demora a reconhecer, porém, como dizem os Criadores, mais importante que expormos nossos Cães em Exposições de Beleza é tê-los trabalhando e mostrá-los em seu ambiente de trabalho, onde Eles falam por si e mostram a que vieram.
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo