Blupet
Olá visitante, faça login para participar:
Pergunta respondida

Falem sobre o Basset Alpino.

245 visualizações

Respostas


Como já mencionei, gosto, também, dos Bassets e aqui lhes reservo a oportunidade de comentarem a respeito de mais um pouco conhecido...
Melhor resposta

Boa Tarde!

O Basset Alpino é uma raça menor criada sob inspiração dos bassets franceses, através dos cruzamentos entre cães austríacos e dachshunds.
Também é conhecido como Dachsbraco Alpino. É uma raça originária da Alemanha, que possui dois tipos de variedades diferentes: o Basset da Westfália e o Montanhês dos Alpes, que tinham uma finalidade em comum: eram utilizados para a caça de lebres e raposas nas montanhas.
Sua principal responsabilidade é rastrear animais feridos, já que é tradição local que cervos machucados sejam localizados e mortos.
O Basset Alpino é muito inteligente e possui um faro muito apurado. Ele é um companheiro afetuoso e leal com o dono.
Podendo atingir os 18 kg, tem como peculiaridade o nariz muito grande para o tamanho de sua cabeça.

Muito bem, Keila. A resposta. como sempre, está correta.

O Dachsbraco Alpino ou Basset Alpino é uma raça originária da farejadora originária da Alemanha, que se apresenta em duas variedades: o Basset da Westfália e o Montanhês dos Alpes, ambos utilizados para a caça de lebre em montanhas e, às vezes, também de raposa.

Conhecidas desde o século XVIII, estas duas variedades são fruto de cruzamentos com outras raças alemãs farejadoras de rastro de sangue (entre as quais parece encontrar-se também o Basset), realizados por caçadores que queriam um cão farejador que se adaptasse perfeita-mente aos terrenos mais difíceis e acidentados.

O reconhecimento oficial por parte da Federação Cinológica Internacional se produziu em uma época mais recente e hoje em dia esta raça, utilizada na Alemanha somente por uns poucos apaixonados, é praticamente desconhecida fora de seu país de origem.

Tão similares são suas características, que as duas variedades estão descritas em um mesmo standard, diferenciando-se quase exclusivamente pelo seu tamanho e pela cor de sua pelagem.

CARACTERÍSTICAS
Dotado de boa resistência tanto com relação à fadiga como às inclemências do tempo, de excelente olfato, se mostra calmo e tenaz em seu trabalho, obtendo inclusive bons resultados como cão farejador e apanhador de presa abatida, particularmente adequado para descobrir a presa ferida, seguindo suas pegadas de sangue.

ASPECTO GERAL
Um forte cão de caça de patas curtas, com estrutura robusta e ossatura pesada. Seu tronco é longo, a pelagem densa e a musculatura firme.

PROPORÇÕES
- a proporção entre a altura da cernelha e o comprimento do tronco é de 2:3;
- a proporção entre focinho e o crânio é de 9:10.

RAÇAS DE CÃES - DACHSBRACO ALPINO - BASSET ALPINO
REGIÃO CRANIANA
A cabeça é bem proporcional ao tronco.
Crânio: ligeiramente arqueado. Sulco frontal marcado, protuberância occipital pouco pronunciada.
Stop: pronunciado.

REGIÃO FACIAL
Olhos: íris de cor marrom escura. Pálpebras ajustadas ao globo ocular e pigmentadas de preto.
Focinho: robusto. Cana nasal reta.
Trufa: preta.
Lábios: bem ajustados com pigmentação preta, arco labial moderadamente arredondado.
Dentes/ Mordedura: mordedura em tesoura ou em torquês completa e forte. Deseja-se uma dentadura completa com 42 dentes; a falta de no total dois PM1 ou PM2 (pré-molares 1 ou 2) é tolerada; os M3 (molares 3) não são levadas em consideração.
Orelhas: de inserção alta, que caem largas e planas sem formar pregas; de comprimento médio (devem alcançar até o canino) e bem arredondadas extremidade.
RAÇAS DE CÃES - DACHSBRACO ALPINO - BASSET ALPINO
PESCOÇO
Musculoso, não muito longo.

TRONCO
Cernelha: moderadamente marcada.
Dorso: reto.
Lombo: curto e amplo.
Garupa: um pouco inclinada.
Peito: profundo e largo com antepeito bem marcado; a profundidade do tórax deve corresponder aproximadamente à metade da altura na cernelha.
Ventre: moderadamente esgalgado.

CAUDA
De inserção alta, grossa na raiz. Na face ventral apresenta uma pelagem mais longa (cauda em pincel); a cauda é tão longa que alcança quase até o solo; portada ligeiramente inclinada.

EXTREMIDADES ANTERIORES
Membros retos e fortes. Parecem curtos em proporção ao tronco.
Ombros: as escápulas são longas, bem anguladas com boa musculatura.
Patas: fortes e redondas; os dígitos são bem compactos; as almofadas plantares são escuras e as unhas pretas.
EXTREMIDADES POSTERIORES
Musculosos, fortes e apresentam boas angulações; vistos por trás, são retos.
Patas: fortes e redondas; os dígitos são bem compactos; as almofadas plantares são escuras e as unhas pretas.

MOVIMENTAÇÃO
Boa cobertura de solo sem jogar as patas. Preferencialmente faz o trote.
PELE
Elástica e forte, sem formar pregas.

PELAGEM
Pelagem dupla, consistindo em um pêlo muito grosso, com subpêlo espesso, cobrindo todo o copo e bem assentado.

COR
A cor ideal é o vermelho cervo rajado ou não de preto, bem como o preto e castanho (cor pardo avermelhado) bem delimitadas na cabeça (quatro olhos), no peito, extremidades, patas e na face ventral da cauda; é permitido una estrela branca no antepeito.
RAÇAS DE CÃES - DACHSBRACO ALPINO - BASSET ALPINO

TAMANHO
A altura na cernelha nos machos varia entre 34 cm e 42 cm, sendo a altura ideal 37,5 cm. Nas fêmeas a altura também varia entre 34 cm e 42 cm, e a altura ideal é 36,5 cm.

TEMPERAMENTO/ COMPORTAMENTO
Expressão inteligente e amistosa. Cinolidade corajosa.
Imagem rodapé

© 2013 Sopa Team

Voltar ao topo